quarta-feira, 28 de janeiro de 2015



Professores participam de capacitação sobre Mudanças Educacionais e Comportamentais

Professores da Escola Dinâmica participaram, durante toda semana passada, de várias atividades na instituição. Foram realizadas palestras e treinamentos que fizeram parte da programação da semana de capacitação realizada pela escola em parceria com as editora Moderna e Construir.

Na manhã da terça-feira (20), os professores receberam as orientações e a energia de Simone Cruz, palestrante da Editora Moderna que proporcionou momentos de muita interação com a palestra "Mudanças Educacionais e Comportamentais".

Uma capacitação que focou nas mudanças pedagógicas e no cotidiano escolar, englobando aspectos do trabalho em grupo com foco na determinação, companheirismo e inovações.

Os professores foram envolvidos em dinâmicas e técnicas que os despertaram para as inovações que a escola almeja para este ano. 


Vereadora Narah permanece na Casa José Vieira de Araújo e diz que gabinete está aberto para Zilda

Fim da expectativa. Vereadora Narah Lenadro (PSB), confirmou que permanece no legislativo municipal de Santa Cruz do Capibaribe, até o fim do seu mandato em 2016. Após meses de especulações de que a mesma poderia assumir algum cargo em secretaria no governo Paulo Câmara (PSB), a vereadora afirmou sua permanecia.

Segundo a vereadora, os dois últimos meses foram de intensas conversas com amigos e o prefeito Edson viera (PSDB), onde definiu sua posição.

Presidente da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP) Mulher, do mesmo partido do governador e do único deputado estadual eleito na cidade, Diogo Moraes, a vereadora pretende ser mais um elo de ligação entre os governo estadual e municipal.

Convite – Houveram três reuniões na Capital Pernambucana para definir um espaço vara a Santa-cruzense no governo. No entanto após conversa com aliados a vereadora definiu por ficar onde está. “Componho hoje o grupo de articulação política da campanha e esse grupo vai continuar o trabalho. Cada um em sua região e, para isso, não preciso me afastar do meu cargo”, afirmou.

Campanha - A vereadora participou diretamente da campanha socialista na cidade e Região, para eleição de Paulo Câmara, frente Armando Monteiro Neto (PTB), e desde outubro existiam as especulações de que integraria o governo do estado.

Críticas – A confirmação da permanência de Narah, veio em momento de críticas quanto a sua ausência nas discussões locais e em algumas reuniões da Câmara.

‘Chumbo da guerreira’ - Na ultima semana, a ex-vereadora Zida Moraes (DEM), não poupou críticas a atuação parlamentar de Narah. Enfatizando que estava faltando comprometimento com a cidade. “Vereadora aqui deveria ser mais presente no seu trabalho. Estamos vendo alguém procurando espaço lá fora e deixando de estar atuando no seu mandato como deveria”, disse.

Nem aí – Quanto às críticas da ex-vereadora, Narah prefere não entrar no debate. “Já disse e repito, quando ela tiver proposta para discutir para Santa Cruz, o meu gabinete está aberto. Caso contrário, tenho muito trabalho a fazer e interesse nenhum em discutir o que ela acha de mim”, finalizou.  



Expulsão em pauta

O PT de Pernambuco se reúne hoje para definir a execução de medidas aprovadas pelo diretório estadual da sigla, entre elas, o indicativo de expulsão dos primeiros oito dissidentes entre os cerca de 100 membros do partido que cometeram infidelidade partidária nas últimas eleições.

A presidente da legenda no estado, Teresa Leitão, garante que os casos de infidelidade não geram desgaste no partido dos trabalhadores. 


Prepare sua fantasia
O terceiro Baile Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, com o tema ‘vista a camisa da solidariedade’, acontece no próximo dia 6 de dezembro, no Cabana Club. 

As atrações foram confirmadas. E para animar os foliões Orquestra 100% Frevo, Banda Santa Clara e Patusco iniciam as apresentações às 21h.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015


Comissões realizam primeira reunião na Câmara
Aconteceu na manhã desta terça-feira (27), reunião conjunta de duas comissões na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe (Finanças e Orçamento, presidida por Junior Gomes e Legislação e Justiça, que tem à frente Luciano Bezerra), para apresentação, análise, discussão e votação do projeto de Lei 001/2015, enviado pelo Poder Executivo, que visa a atualização do salário mínimo dos servidores públicos, de acordo com o valor estipulado pelo Governo Federal.

Por quatro votos favoráveis e duas abstenções, o projeto foi aprovados pelas comissões e deverá seguir para plenário.

O desacordo ficou por conta dos oposicionistas, Fernando Aragão (Secretário da Comissão de Finanças e Orçamento) e Ernesto Maia (Secretário da Comissão de Legislação e Justiça), que alegando prejuízos ao funcionário público, se abstiveram.

Segundo Ernesto, na criação da Previdência Própria do Município, consta um aumento ‘extra’, para cobrir o repasse à previdência que passou de 8% para 11%. “Não está sendo respeitada uma lei que foi aprovada nessa Casa. O prefeito prometeu que os funcionários públicos iriam ter esse aumento maior”, falou.
Junior Gomes - presidente da Comissão de Finanças e Orçamento
Junior Gomes destacou a necessidade de colocar o projeto em votação e ver a necessidade com a prefeitura de encaminhar à Câmara outro projeto com a reivindicação solicitada.

A Comissão de Constituição e Justiça ficou definida da seguinte forma  Junior Gomes (Presidente), Klemerson Pipoca (Relator),  Fernando Aragão (Secretário) e Helinho Aragão (Suplente).

Já a comissão de Legislação e Justiça, ficou com Luciano Bezerra (Presidente), Zezin Buxin (Relator), Ernesto Maia (Secretário) e Carlinhos da Cohab (Suplente).

Mais um dia quente na briga por espaços no grupo Taboquinha 

O filho do deputado federal José Augusto Maia (PROS),  Tallys Maia, voltou à causar polêmica na cena política local. Em sua coluna semanal no Blog Sulanca News Tallys citou a zoada causada na última semana pela entrevista concedida pelo seu pai a Rádio Filadelfia FM, onde o mesmo praticamente rifou o nome de Fernando Aragão (PROS), que sonha em concorrer ao cargo de prefeito de Santa Cruz do Capibaribe.

Os calos - Um dos principais ‘calos’ apostados por Zé Augusto na entrevista foi o fato de em 2014, na última eleição estadual, Fernando ter apoiado os nomes de Ernesto Maia (PSL) para deputado estadual e Luciano Bivar (PSL) para federal. “Se foi certa ou não a posição de Fernando Aragão em apoiar Luciano Bivar, não sabemos. Mas de uma coisa é certa, deixou marcado grandes arranhões na relação política José Augusto Maia”, disse ele, que seguiu em sua postagem, “Para ser candidato do grupo com força, Fernando precisa do apoio do Deputado que é o maior líder do grupo Taboquinha”.

Um rio de mágoas – Mais adiante, Tallys detalhou uma série de episódios, que levam todos a crer que Zé Augusto não perdoará Fernando tão cedo, em razão de um verdadeiro ‘rio de mágoas’. “O passado também demonstrou que, apesar da época de Arraes, quando era considerada a ‘dupla do trabalho’, em muitos outros momentos, Fernando se posicionou contra Zé Augusto. Foi contra Zé nas eleições para Deputado em 1998, foi candidato à 3ª via em 2000, quando Zé foi candidato à Prefeito pela primeira vez, ficou ao lado de Diogo Moraes em 2010 e apoiou Luciano Bivar em 2014”.

Tô nem aí - Enquanto isso, correligionários do pré-candidato a prefeito pelo grupo Taboquinha, Fernando Aragão (PROS), têm se mostrado dispostos a colocar o bloco na rua. Na manhã desta terça-feira (27) imagens de camisas, confeccionadas por eleitores do grupo oposicionista, circularam em grupos de whatsapp fazendo alusão clara a uma possível postulação de Fernando. 

Confira uma das imagens:


Ainda rende...
As adesões que o grupo de situação conseguiu após o pleito de 2012, não foram ‘digeridas’, até agora, por alguns oposicionistas.  Em entrevista na manhã desta terça-feira (27), o deputado federal José Augusto Maia (PROS), voltou a falar sobre o tema e colocou ‘todos no mesmo saco’.

Para o deputado, todas as alianças foram formadas em troca de benefícios particulares, e não pensando no desenvolvimento do município. “Eu vejo muitas críticas desses que estão saindo, mas é só olhar por que saíram? Por que foi? Nenhum que eu vi foi projeto para Santa Cruz do Capibaribe, a maioria sempre apoia quem esta no poder para ter as benesses”, disse

Para José Augusto, o fato de não ter vencido a eleição em 2012, foi preponderante para as mudanças. “São os chamados amigos do poder. Se eu tivesse sido prefeito, estariam todos comigo, não saiam não. Mas pelas benesses do poder vão estar sempre mudando”, reafirmou.

As declarações foram dadas ao programa Falando de Política, que vai ao ar na Rádio Santa Cruz.