terça-feira, 25 de novembro de 2014

“É só ver quantos processo ele tem e ver quem realmente é honesto e quem é desonesto”, dispara Hilário Paulo 

A frase proferida pelo presidente da Câmara de vereadores de Brejo da Madre de Deus foi endereçada ao ex-prefeito local Roberto Asfora (PSDB). Em entrevista ao programa Nordeste em Foco, Hilário disse não admitir que seu nome seja posto em dúvida quanto ao curto período que passou na prefeitura, antes da eleição suplementar de 2013. 

Para seu adversário político no município, existem indícios de irregularidades em pagamentos de contratos nos meses em que o vereador ficou à frente da prefeitura. “O que tenho a dizer é que meu histórico pessoal é totalmente diferente do dele, não respondo a nenhum processo e poder ver quantos ele responde e comparar as nossas personalidades”, disse. 

Para ele, as críticas ao seu nome são pensando em 2016, queimando uma possível candidatura para majoritária. “Ele imagina que serei o próximo candidato e fica tentando sujar minha imagem”, finalizou. 

"Até parece que Teobaldo foi contaminado por Zé Augusto Maia"

A secretária de articulação política de Santa Cruz do Capibaribe, Jéssyca Cavalcanti, comentou ao blog a condenação, amplamente noticiada nesta segunda-feira (24), do ex-prefeito de Limoeiro e deputado federal eleito, Ricardo Teobaldo (PTB). Ele recebeu parecer negativo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para suas contas referentes ao ano de 2010. Segundo o parecer consta que, quando gestor, Teobaldo deixou de recolher o valor de R$ 3.419.016,79, referente à contribuição patronal ao INSS, além de outras irregularidades.

Jéssyca lamentou que a condenação aconteça poucos meses após Teobaldo ter recebido mais de 8 mil e 800 votos em Santa Cruz do Capibaribe. “Isso é ruim, pois a política moderna esta fechando espaços para políticos com condenações e restrições jurídicas. O povo de Pernambuco e de nossa cidade merecem muito mais que isso”, disse Jéssyca, que mais adiante ironizou, “até parece que Teobaldo foi ‘contaminado’ por Zé Augusto Maia, esse sim, um dos maiores fichas-sujas de Pernambuco”.

Ricardo Teobaldo foi apoiado em Santa Cruz do Capibaribe pelo ex-prefeito Toinho do Pará (PHS) e pelo deputado federal José Augusto Maia (PROS) e obteve 8.834 votos.
Outro capítulo?

Novas expectativas na turbulenta situação política de Brejo da Madre de Deus. Segundo ‘Blog Agreste Notícias’ o processo que terminou na cassação do prefeito Dr. José Edson de Souza (PTB), consequentemente responsável por uma eleição suplementar em 2013, poderá entrar na pauta de julgamentos no pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até o fim de dezembro. 

O processo foi liberado para julgamento na ultima segunda-feira (24) e a expectativa do ex-prefeito Roberto Asfora (PSDB), é que o processo entre na pauta ainda esta semana. Correligionários tucanos já falam até no seu possível retorno à prefeitura. 

O caso

Dr.Edson de Souza e sua vice Clarisse Corrêa (PP) foram eleitos em 2012, e tiveram seus mandatos cassados no ano seguinte, sob denúncia da juíza da 54ª Zona Eleitoral, Maria Adelaide Abreu, onde afirma que os gestores, durante período eleitoral, teriam utilizado dois ônibus da prefeitura para transportar pessoas na festa junina “São Pedro de São Pedro”.

Em eleições suplementares de 2013, Asfora venceu o vereador Hilário Paulo (SDD) e ficou na prefeitura até agosto de 2014, quando Dr. Edson conseguiu na justiça seu retorno com a anulação da eleição suplementar. 

Atualmente está sendo feita uma auditoria no município com o objetivo de investigar possíveis fraudes na gestão de Asfora. 



Programação da Campanha 16 dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher será iniciada nesta terça-feira em Santa Cruz

Em entrevistas concedidas às rádios da cidade, na manhã desta segunda-feira (24), a coordenadora da Mulher de Santa Cruz do Capibaribe, Clarissa Carvalho, convocou à população para participar da Campanha 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

Lançada a nível mundial desde 1991, a campanha visa alertar sobre os diversos tipos de violência contra a mulher e contará com uma programação especial em Santa Cruz do Capibaribe, que será iniciada na terça-feira (25) e se estenderá até o dia 9 de dezembro.

Realizada pela Prefeitura Municipal através da Coordenadoria da Mulher, a campanha contará com diversas atividades como palestras, oficinas e capacitações com alunos das escolas públicas e servidores municipais e se encerrará com o lançamento do Manual da Rede de Atendimento a Mulher em Situação de Violência Doméstica de Santa Cruz do Capibaribe, que acontecerá no dia 9 de dezembro, no Fórum de Santa Cruz.

“No período da campanha vamos realizar várias atividades que visam chamar a atenção para as diversas formas de violência praticadas contra a mulher, dialogando com estudantes, mulheres e homens, e também, lançaremos o Manual da Rede de Atendimento a Mulher que é fruto de um trabalho que reuniu 20 instituições de Santa Cruz e do Governo do Estado e representa uma grande conquista na luta pela mulher”, ressaltou a coordenadora da Mulher, Clarissa Carvalho.  

Segue a programação completa da Campanha dos 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher:

Dia 25, às 14h, oficina pedagógica “Maria da Penha vai à escola”, na Escola de Referência Luiz Alves da Silva;

Dia 1º de dezembro, às 9h, palestra “Discutindo Direitos Sexuais e Reprodutivos de Meninas e Mulheres”, na Biblioteca Municipal;

Dias 2 e 3 de dezembro, a partir das 9h, oficina com o tema “As mulheres transexuais e o direito ao nome social”, no Auditório da Secretaria de Educação;

Dia 4 de dezembro, realização de uma atividade de capacitação da equipe técnica do Centro de Referência da Mulher;

Dia 8 de dezembro, palestra “Onde eu escondo o meu machismo?”, na Escola Malaquias Cardoso;

Dia 9 de dezembro, a partir das 9h, no Fórum de Santa Cruz, palestra “Mecanismos para redução da violência contra a mulher”, com o promotor Dr. João Maria Rodrigues Filho, coordenador do Núcleo de Apoio a Mulher no Ministério Público de Pernambuco e lançamento do Manual da Rede de Atendimento a Mulher em Situação de Violência Doméstica de Santa Cruz do Capibaribe. 



Renata Campos deve integrar equipe do próximo governo

Cotada para assumir uma função no próximo governo, a ex-primeira-dama Renata Campos já deu sinalizações de que pretende contribuir com a gestão do governador eleito Paulo Câmara (PSB).

O convite oficial ainda não foi feito, mas Paulo já teve conversas com Renata, que na gestão de Eduardo Campos teve uma forte influência na área social. Paulo só deve fazer o comunicado quando finalizar a avaliação sobre a reforma administrativa que pretende fazer.

A expectativa é reduzir para menos de 20 o número de pastas com status de primeiro escalão. Atualmente, são 22 secretarias, além da Procuradora-Geral do Estado (PGE). 


PSDB de Pernambuco dissolverá diretórios que votaram em Dilma Rousseff

A Executiva Estadual do PSDB realizou nesta segunda-feira (24) sua primeira reunião após as eleições de 2014. O objetivo do encontro era o de avaliar a participação do partido nos pleitos e definir metas para 2015.

Ficou decidido, como primeira medida, a dissolução de todos os diretórios e comissões provisórias municipais que votaram na reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). A petista derrotou o senador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG) na disputa pela presidência da República.

O número de diretórios e comissões provisórias que se enquadram na medida ainda não está definido, mas será feito até o fim do ano pelo deputado estadual Betinho Gomes.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Reconhecimento – Galego de Mourinha concede entrevista e diz: “Hoje Zé representa 60%, 70% ou até mais do grupo Taboquinha” 
O vereador petebista Galego de Mourinha concedeu entrevista exclusiva ao blog Direto ao Ponto. Na oportunidade ele falou sobre vários assuntos referentes ao dia-a-dia da política local.

A vinda de Armando - Um dos temas foi a vinda do senador Armando Monteiro a cidade. “O senador sabe que tem que juntar os grupos não apenas de Santa Cruz, mas de outras cidades, fechar uma união e fortalecer o projeto para o futuro. Em Santa Cruz, por exemplo, tivemos problemas e podemos ter mais problemas em 2016. Armando pensa na união das oposições em 2016 e 2018 por consequência”. 

Pazes? - Galego falou também sobre uma possível reaproximação política dos Maias, Ernesto e Zé Augusto. “É muito difícil. Esse tipo de coisa não se faz com facilidade e sei que vamos enfrentar dificuldades. O que não podemos é alimentar uma briga de Ernesto e Zé. A partir do momento que nós nos posicionamos estamos alimentando essa briga. Temos que deixar que eles resolvam a briga, pois ela pode ser particular de família”. 

Ernesto 2014 – O vereador comentou ainda o fraco desempenho de Ernesto Maia na eleição deste ano. “Acreditávamos muito na eleição de Ernesto. Mas ele teve uma baixa votação não só em Santa Cruz, mas em todo Pernambuco. Temos que dar a mão a palmatória e ver que não deu certo. Atitudes desse tipo não poderemos mais tomar. Ver quem realmente é a maioria no grupo, quem a maioria quer para depois tomar nossa decisão”. 

Ricardo Teobaldo – O petebista se derreteu em elogios ao deputado federal eleito Ricardo Teobaldo. Galego votou em Luciano Bivar (PSL), que assim como Ernesto, não obteve sucesso nas urnas. “Particularmente conversei muito com ele. E digo, confesso que dou a mão a palmatória, tenho ele como o deputado federal de Santa Cruz e, como não dizer, deputado de Galego de Mourinha”, disse ele que seguiu e taxou Bivar como ‘uma página virada’ na história política de Santa Cruz, “Bivar não foi eleito. Por ele ter tido uma baixa votação e não ter sido eleito temos que nos voltar para Teobaldo. Ricardo Teobaldo é que na verdade é o deputado dos Taboquinhas e pode trazer recursos. Pelo menos para Galego, Bivar passa  a ser uma página virada”. 

Fernando 2016 – Outro assunto delicado abordado na entrevista foi o projeto eleitoral de Fernando Aragão para a próxima disputa pela prefeitura da cidade. “Ninguém em Santa Cruz quer mais a candidatura de Fernando do que Galego de Mourinha. Apoiei em 2012, em 14 para deputado e ele desistiu. O nosso candidato tem que ter, por obrigação, o apoio de Zé Augusto Maia. Zé mostrou que é pessoa querida, que domina o grupo Taboquinha de um modo geral. Temos que conversar, respeitar a posição dele e digo, tomara que ele aceite a candidatura de Fernando, se não é muito difícil. Hoje Zé representa 60%, 70% ou até mais do grupo Taboquinha”.
A quem pertence o voto?
“O voto é meu. Voto em quem eu quiser. Não sou mandato por ninguém, sou livre”. A frase dita na tribuna da Câmara de Vereadores, na última semana, pelo vereador Zé Elias (PTB). O ‘recado’ foi para Deomedes Brito (PT), após pressão pela abstenção de Zé Elias na votação do requerimento que pedia a presença de Bruno Bezerra e Sérgio Colino na sede do Legislativo local, para que os mesmos elucidassem dúvidas a respeito do Calçadão Miguel Arraes de Alencar.

Para muito a abstenção de Zé Elias na votação acendeu o sinal amarelo na bancada de oposição, quanto ao posicionamento político do petebista.

Sob a desconfiança de alguns, Zé Elias garantiu, em entrevista ao Programa Direto ao Ponto, que “segue firme” com sua bancada, tanto para eleição da presidência da Câmara, quanto para permanecia na oposição. “Votar algo que vai querer prejudicar o prefeito não voto. Voto a favor do município, meu voto é consciente. Do mesmo jeito que se eu ver que está errado eu voto contra”, disse acrescentando que sua abstenção não foi para favorecer o prefeito.
Tal situação não agradou o colega de bancada Deomedes Brito (PT), que disse, “O homem tem que ter posição. Sim ou não”.

Solidariedade – O vereador Luciano Bezerra (PR) comentou toda a situação criada diante o bate-boca dos aliados, e foi solidário a José Elias. “É preciso respeitar o voto. É lamentável cena que vimos, onde voto de companheiro não está sendo respeitado”.

Luciano ainda lembrou que vereadores da situação também já divergiram em votações e não houve repressão alguma. “Já tivemos situações em que colegas de bancada não seguiram a maioria, mas ninguém repreendeu esse posicionamento por que respeitamos a reflexão que se faz através do voto”, disse em entrevista ao Programa Direto ao Ponto.

Futuro incerto – Teobaldo tem contas rejeitadas

Apoiado em Santa Cruz do Capibaribe pelo ex-prefeito Toinho do Pará (PHS) e pelo deputado federal José Augusto Maia (PROS), na ultima eleição, o deputado federal eleito Ricardo Teobaldo (PTB) poderá ter sérias complicações para disputar as próximas eleições.

Ex-prefeito de Limoeiro, Teobaldo recebeu parecer negativo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para suas contas referentes ao ano de 2010. Segundo o parecer consta que, quando gestor, Teobaldo deixou de recolher o valor de R$ 3.419.016,79, referente à contribuição patronal ao INSS, além de outras irregularidades.
No seu voto, o relator do caso Marcos Nóbrega enfatizou, “as justificativas da defesa não merecem prosperar. A omissão do recolhimento da obrigação patronal constitui irregularidade que poderá implicar em dano efetivo ao servidor, contribuinte que espera pelo prazo legal para a final contraprestação de suas contribuições ao longo de anos”.

Teobaldo foi eleito deputado federal com 92.262 votos em outubro deste ano, dos quais 8.834 foram recebidos em Santa Cruz do Capibaribe. O deputado é colocado como substituto de José Augusto, para a cidade, pelos próximos 4 anos em Brasília.